UOL Notícias Notícias
 

19/04/2010 - 14h33

Ajuda chega em massa à zona do terremoto na China, onde neva forte

A ajuda de emergência começou a chegar em massa nesta segunda-feira à isolada zona do terremoto no noroeste da China, onde o número de mortos é de quase dois mil, mas a neve poderá perturbar as operacões de socorro já realizadas em condições difíceis.

Cinco dias depois do tremor de magnitude 6,9 na distante província de Qinghai, o balanço chega a 2.039 mortos e 216 desaparecidos. O terremoto deixou, por outro lado, 12.000 feridos, dos quais 1.134 em estado grave, anunciou a agência Nova China.

O tremor também deixou cerca de 10.000 flagelados.

As condições climáticas devem piorar na região tibetana, com a ameaça de nevascas, mas o salvamento de dois sobreviventes que passaram 123 horas sob os escombros lançou uma luz de esperança aos trabalhos de resgate.

Wujin Cuomao, de 68 anos, e a pequena Cairen Baji, de quatro, ambos tibetanos, foram mantidos vivos por parentes, que faziam chegar alimentos e água através das ruínas.

As estradas que levam a Jiegu, cidade situada perto do epicentro do tremor e onde mais de 85% dos prédios desabaram, estavam lotadas de ambulâncias e caminhões levando ajuda humanitária.

Jiegu está situada a 4.000 metros de altura e as condições climáticas, com temperaturas glaciais.

A população já traumatizada está tendo de suportar as réplicas do tremor, que se sucedem a rimto intenso: 1.200 desde quarta-feira passada.

Centenas de corpos foram incinerados no sábado por monges durante uma cerimônia budista para impedir epidemias.

No domingo, o presidente chinês Hu Jintao pediu às equipes de resgate que continuem procurando sobreviventes, depois de visitar os feridos do terremoto.

"Resgatar as pessoas que ainda estão presas continua sendo a principal tarefa. Cada vida é um tesouro", disse Hu na aldeia de Datong, onde visitou sobreviventes.

Antes do chefe de Estado, o primeiro-ministro Wen Jiabao já havia visitado esta região devastada, situada a cerca de 2.500 quilômetros de Pequim.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host