UOL Notícias Notícias
 

20/04/2010 - 23h12

Partidários de Ortega atacam deputados da oposição em Manágua

Três deputados da oposição nicaraguense foram feridos nesta terça-feira por partidários do presidente Daniel Ortega, quando se reuniam para tentar bloquear o polêmico decreto presidencial que suspende a alternância de cargos no Judiciário.

O ataque ocorreu em meio a um encontro de legisladores da oposição em um hotel de Manágua, após o grupo ser impedido por partidários de Ortega de entrar no Congresso.

Os deputados José Pallais, presidente da Comissão de Justiça; Oscar Moncada, primeiro vice-presidente da mesma comissão; e Ulises Alfaro foram agredidos pelos manifestantes, disse Leonel Teller, porta-voz do Partido Liberal Constitucionalista (PLC).

A agressão aconteceu quando partidários de Ortega, que haviam bloqueado o acesso ao Congresso, passaram a assediar os deputados da oposição reunidos em um hotel de Manágua para discutir a questão.

Os manifestantes sandinistas, muitos com o rosto coberto, dispararam fogos e atiraram pedras contra o hotel, diante do olhar passivo dos policiais de choque, cuja missão era proteger os legisladores.

No hotel, 47 legisladores da oposição votaram e aprovaram uma iniciativa para anular o decreto de Ortega, revelou o deputado liberal Enrique Quiñonez.

Na semana passada, o decreto de Ortega recebeu o aval da Suprema Corte, que advertiu o Congresso para não tentar anular a medida.

A crise institucional na Nicarágua explodiu na semana passada, após dois juízes do Supremo, Rafael Solís e Armengol Cuadra, se negarem a deixar seus cargos, apoiados pelo decreto de Ortega.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h49

    0,29
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h00

    1,26
    63.452,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host