UOL Notícias Notícias
 

21/04/2010 - 15h51

Evo Morales é criticado por ligar alimentação com frango e homossexualidade

A direita política da Bolívia criticou nesta quarta-feira o presidente Evo Morales por dizer, durante uma conferência climática em Cochabamba, que comer frango causa "desvios" sexuais nos homens porque está cheio de hormônios femininos.

"Reproduzir mitos urbanos é muito pobre para o tema da Cúpula", afirmou nesta quarta-feira o deputado opositor Andrés Ortega à emissora católica Fides, ao comentar o discurso do presidente na abertura da reunião sobre aquecimento global, que reúne mais de 20 mil ativistas do mundo todo.

O parlamentar censurou a afirmação de Morales na terça-feira, que disse "que o frango que comemos está carregado de hormônios femininos, por isso os homens quando comem este frango têm desvios em seu ser como homens".

O presidente também afirmou que os europeus tendem a sofrer de calvície devido aos alimentos que consomem, e que em 50 anos "todo o mundo será careca".

O deputado Ortega expressou sua preocupação pelo modo como o presidente se expressou: "Eu pensei que a Cúpula era um local onde se falava da ciência de coisas mais reais e positivas em torno do cuidado com o meio ambiente".

Já a legisladora de direita Elizabeth Reyes considerou que o presidente deveria falar com propriedade.

"É um evento mundial e a Bolívia, como anfitriã, tem que mostrar conhecimento e responsabilidade nas afirmações feitas pelo presidente, que representa todos os bolivianos", disse.

O porta-voz do governo, Iván Canelas, rejeitou nesta quarta-feira as críticas e afirmou que o que foi dito por Morales é uma afirmação que se arrasta há muito tempo.

jac/ma

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host