UOL Notícias Notícias
 

22/04/2010 - 09h22

Governo de coalizão belga apresenta renúncia

O governo de coalizão belga, dirigido por Yves Leterme, apresentou nesta quinta-feira sua demissão logo depois da saída de um de seus sócios devido a um conflito linguístico entre francófonos e flamencos, anunciou o ministro das Finanças, Didier Reynders.

"Não há outra saída a não ser demissão", declarou à imprensa o titular das Finanças, fazendo um apelo a todas as forças políticas para evitar que o "país se afunda na crise".

A decisão foi tomada depois de um conselho de ministros extraordinário convocado por Leterme, cuja missão reside agora em apresentar imediatamente a demissão ao rei Albert II.

Antes da queda do governo de coalizão, um de seus sócios, o partido liberal flamenco Open VLD, anunciou a intenção de abandonar a formação por falta de um acordo sobre os direitos linguísticos da comunidade francófona residente no cantão flamenco de Bruxelas.

Com a saída do Open VLD do executivo, este manteria a maioria parlamentar, mas teria encontrado grandes dificuldades para sobreviver ao ficar formada por três partidos francófonos e só um flamenco, um desequilíbrio inviável para um país fraturado entre as duas grandes comunidades lingüísticas.

Leterme, um democrata-cristão, que já renunciou em 2008 depois de apenas 10 meses à frente do governo por escândalo relacionado com o desmantelamento do banco Fortis, do qual foi posteriormente absolvido.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    0,46
    3,161
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h57

    -0,32
    68.372,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host