UOL Notícias Notícias
 

22/04/2010 - 19h44

Justiça nega pedido de vítima de Polanski para encerrar caso

Uma corte de apelações de Los Angeles rejeitou nesta quinta-feira um pedido de Samantha Geimer, abusada sexualmente por Roman Polanski, para que o caso contra o cineasta seja encerrado, informaram fontes judiciais.

O pedido apresentado em nome de Samantha Geimer foi "negado" por um painel da Corte de Apelações do Segundo Distrito de Los Angeles (Califórnia), onde corre o processo.

Lawrence Silver, advogado de Geimer, apresentou documentos no mês passado pedindo a intervenção de um painel do tribunal de apelações visando o encerramento do caso.

"Samantha Geimer foi vítima de Polanski, mas o dano realizado há 33 anos é hoje apenas uma recordação. Samantha Geimer é hoje vítima do sistema judicial", que não permite encerrar uma situação que a tem como protagonista, destaca a petição de Silver.

Os advogados de Polanski também pediram o encerramento do caso, considerando que o processo está repleto de vícios.

Polanski, de 76 anos, cumpre atualmente prisão domiciliar em seu chalé na cidade suíça de Gstaad, onde aguarda uma eventual extradição para os Estados Unidos.

Em março de 1977, Polanski, que tinha então 43 anos e já era um cineasta de fama mundial, manteve relações sexuais com Geimer, 13 anos.

Processado pelos pais da adolescente, admitiu o fato e fugiu dos Estados Unidos antes da setença.

Polanski jamais voltou aos Estados Unidos, sequer para receber o Oscar de Melhor Diretor de 2003, por "O pianista".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    -0,10
    3,143
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h51

    0,42
    69.006,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host