UOL Notícias Notícias
 

23/04/2010 - 16h33

Vice da Nicarágua chama sandinistas de criminosos

O vice-presidente da Nicarágua, Jaime Morales, que foi atacado a pedradas por manifestantes sandinistas que cercaram por três dias o Congresso em Manágua, qualificou seus agressores de criminosos e pistoleiros nesta sexta-feira.

"Nosso povo é civilizado, pacífico; esses (manifestantes sandinistas) são criminosos (...) e estão atuando como pistoleiros", disse Morales ao jornal El Nuevo Diario.

O vice-presidente - que no passado foi inimigo dos sandinistas, mas que depois aliou-se a Daniel Ortega para as últimas eleições - fez tais declarações depois do ataque a pedradas realizado por manifestantes sandinistas contra sua comitiva, na zona do Parlamento, na última terça-feira.

Morales decidiu não denunciar seus agressores à polícia, optando por tornar o fato público na imprensa, para que Ortega ficasse sabendo do que está acontecendo no país, já que seu círculo de relações esconde o que ocorre fora de sua residência, que também é o escritório presidencial, segundo o jornal.

O vice-presidente lamentou que esses atos de violência afetem a imagem do país no exterior, o que "infunde temor, como se aqui houvesse anarquia, ainda que realmente haja anarquia em alguns setores e ruas de Manágua que estiveram nas mãos desses vândalos".

Morales foi assessor dos rebeldes "contras" nas negociações de paz com o governo revolucionário sandinista no final da década de 1980 para colocar fim ao conflito armado.

A residência de Morales, confiscada nessa época pelos sandinistas, hoje serve de residência e escritório para Ortega.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    1,58
    3,309
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h49

    -2,27
    61.218,17
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host