UOL Notícias Notícias
 

24/04/2010 - 18h44

Honduras espera ser reintegrada à OEA em junho

Honduras espera ser reintegrada "automaticamente" à Organização dos Estados Americanos (OEA) na assembleia geral da entidade, prevista para junho, no Peru, informou este sábado o chanceler Mario Canahuati.

O ministro disse que "o sétimo ponto do Acordo de San José/Tegucigalpa (...) dá a conhecer que automaticamente Honduras deveria reintegrar-se aos diferentes fóruns" ao cumprir estes compromissos e "à OEA não resta mais que cumprir este documento".

Honduras foi expulsa da OEA em 4 de julho de 2009, em represália ao golpe de Estado de 28 de junho daquele ano contra o então presidente, Manuel Zelaya.

Canahuati disse que Honduras cumpriu com o último ponto do Acordo San José/Tegucigalpa, firmado pelos negociadores de Zelaya e do então presidente de fato Roberto Michletti, ao aprovar o decreto de integração da Comissão da Verdade sobre os fatos de 28 de junho.

O atual presidente hondurenho Porfirio Lobo, que assumiu em 27 de janeiro, oficializou a integração da Comissão da Verdade através de um decreto.

Integrada por três estrangeiros e três hondurenhos, a comissão será instalada em 4 de maio, em Tegucigalpa, com a presença do secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza.

Canahuati deu estas declarações no aeroporto de Tegucigalpa antes de viajar aos Estados Unidos, onde tem um encontro previsto com Insulza.

"Terei uma reunião com Insulza, que chega a Honduras em 3 de maio para ver a estratégia a seguir para a pronta reintegração de Honduras à OEA", anunciou o chanceler.

A OEA prepara sua XL Assembleia Geral, que será celebrada em Lima, entre 6 e 8 de junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h10

    0,24
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h17

    1,75
    63.759,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host