UOL Notícias Notícias
 

24/04/2010 - 14h43

Mais de 100 mil pessoas protestam contra energia nuclear na Alemanha

Mais de 100.000 pessoas que se opõem à energia nuclear formaram neste sábado uma corrente humana de cerca de 120 km no norte da Alemanha, entre as centrais de Brusbüttel e Krümmel, a dois dias do 24º aniversário da tragédia nuclear de Chernobyl, na Ucrânia.

"A corrente está quase completa", declarou à AFP um porta-voz da polícia da região de Schleswig-Holstein (norte do país), que estimou em "mais de 100.000" o número de participantes.

O protesto, batizado de "reação em cadeia - parar a energia nuclear", também foi dirigido contra o projeto do governo de Angela Merkel de postergar o fechamento de 17 centrais nucleares do país, previsto para até 2020.

"Mais de 120.000 opositores à energia nuclear protestaram contra o funcionamento das centrais nucleares", afirmou comunicado emitido pelos organizadores, um grupo formado por organizações de defesa do meio ambiente, federações de energia renovável, organizações religiosas, associações para a juventude, sindicatos e partidos.

Os manifestantes pedem que o governo "corrija sua política a favor do átomo".

A Alemanha prevê fechar suas centrais nucleares progressivamente até 2020, uma medida aprovada no ano 2000 pelo governo de coalizão que reunia os social-democratas (SPD) e os Verdes.

Mas os conservadores e os liberais (FDP) da coalizão governamental de Angela Merkel prevêem prolongar o funcionamento de algumas centrais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host