UOL Notícias Notícias
 

26/04/2010 - 10h38

Omar al-Bashir é reeleito presidente do Sudão

O presidente sudanês Omar al-Bashir, objeto de uma ordem de prisão da Corte Penal Internacional (CPI), foi reeleito para um novo mandato nas primeiras eleições pluripartidárias desse país africano em mais de duas décadas, informou nesta segunda-feira a Comissão Eleitoral.
 

O Sudão e a sombra

Cartum, a capital, é uma cidade brotada no meio do deserto, com poucos espaços para um refresco na moleira. As várias pontes sobre o rio Nilo são uma providencial exceção. No meio do dia, dezenas de pessoas buscam nas sombras formadas às suas margens um descanso.

Al-Bashir conseguiu 68,24% dos votos.

A vitória do presidente sudanês já era esperada com a desistência de seus dois principais adversários: Yasser Arman, um muçulmano laico apoiado pelos ex-rebeldes do Movimento Popular de Libertação do Sudão (SPLM), e Sadek al-Mahdi, líder do partido Umma, ao qual Bashir expulsou do poder em 1989 por um golpe de Estado.

A desistência foi anunciada quando as cédulas eleitorais já estavam impressas. No Sudão do Sul, os eleitores votaram majoritariamente em Arman, segundo resultados parciais.

Na região semiautônoma do Sudão do Sul, Salva Kiir foi reeleito com 92,9% dos votos, anunciou a comissão eleitoral.

Salva Kiir, líder dos antigos rebeldes do Movimento Popular de Libertação do Sudão (MPLS), recebeu 2.616.613 votos, 92,9%, afirmou Abil Alier, diretor da comissão eleitoral sudanesa.

Kiir venceu o candidato opositor Lam Akol, que foi ministro das Relações Exteriores do Sudão entre 2005 e 2007, principal dirigente do dissidente MPLS-Mudança Democrática.

Em janeiro do próximo ano, os habitantes do Sudão do Sul devem se pronunciar em um referendo sobre a independência da região semiautônoma.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host