UOL Notícias Notícias
 

26/04/2010 - 06h56

Protesto pacífico no Arizona contra nova lei de imigração

Milhares de pessoas saíram em passeta no domingo em Phoenix, Arizona, contra a nova lei que transforma em crime a imigração sem documentos, promulgada na sexta-feira no estado de fronteira do sudoeste dos Estados Unidos.

Os manifestantes, a maioria de origem latina, se reuniram na sede do governo estadual para denunciar a lei, que obriga os policiais a prender com base em "dúvidas razoáveis" os estrangeiros sem a documentação apropriada para permanecer em território americano.

"Durante estes 90 dias, eu e outros vamos fazer atos de solidariedade. Por isto estamos aqui", disse o congressista democrata Luis Gutiérrez, em espanhol, em referência ao período de três meses antes da lei entrar em vigor.

O líder dos direitos civis Al Sharpton afirmou que é o dever moral do povo unir-se em tais circunstâncias.

A governadora do Arizona, a republicana Jan Brewer, assinou na sexta-feira a lei que permite interrogar e deter qualquer pessoa que pareça um imigrante sem documentos, mesmo que não seja suspueito de nenhuma atividade ilegal.

Esta é a primeira vez nos Estados Unidos que um estado aprova uma lei que obriga a polícia a identificar e deter os estrangeiros ilegais.

Quase 460.000 imigrantes vivem de maneira ilegal no estado do Arizona, cuja fronteira com o México se transformou desde 1993 na passagem de maior fluxo de ilegais, depois que os estados da Califórnia, Texas e Novo México reforçaram os controles.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host