UOL Notícias Notícias
 

26/04/2010 - 14h55

Rei da Bélgica aceita a demissão do governo de Leterme

O rei da Bélgica, Albert II, aceitou nesta segunda-feira a demissão do governo de Yves Leterme depois de uma tentativa frustrada de retomar as negociações entre flamencos e francófonos sobre suas disputas linguísticas, anunciou o palácio real.

"O rei aceitou a demissão do governo apresentada pelo primeiro-ministro na quinta-feira, 22 de abril, e o encarregou de continuar se ocupando dos assuntos correntes", afirma um breve comunicado.

Na semana passada, o rei, cujo aval é indispensável para validar a demissão do Executivo, tinha decidido tentar retomar o diálogo entre as duas maiores comunidades linguísticas do país.

No sábado, o chefe do grupo dos liberais francófonos, o ministro das Finanças, Didier Reynders, ficou a cargo de uma missão conciliadora. Na segunda-feira pela manhã, ele ainda confiava em poder retomar as negociações.

"Mas não era o caso do Open VLD e o CD&V", o partido liberal e o democrata-cristão flamencos - que eram membros da coalizão governamental de Yves Leterme -, segundo a emissora VRT.

As duas comunidades disputam sobretudo o estatuto linguístico dos francófonos em Bruxelas-Hal-Vilvorde, uma povoação flamenca situada na periferia da capital.

Esse tema provocou na quinta-feira a demissão do governo de Yves Leterme, quando o partido liberal flamenco saiu da coalizão de poder.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host