UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 00h16

Chávez ataca candidato colombiano e amplia polêmica

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, garantiu nesta segunda-feira que não tem candidato para as eleições presidenciais na Colômbia, mas advertiu que "será extremamente difícil" restabelecer as relações bilaterais se o candidato governista Juan Manuel Santos for eleito.

"Não tenho candidato na Colômbia e nem posso ter, mas se Santos chegar à presidência a situação vai se complicar ainda mais com a Colômbia. Mas o povo colombiano saberá quem eleger. Oxalá pensem bem. Não tenho preferência por qualquer candidato", declarou Chávez durante uma cerimônia militar transmitida pela TV.

No domingo, Chávez qualificou Santos, ex-ministro da Defesa e candidato do presidente Álvaro Uribe, de "ameaça", e afirmou que se ele vencer as eleições "poderá gerar uma guerra nesta parte do mundo".

A chancelaria colombiana qualificou hoje de "inaceitáveis" os comentários de Chávez envolvendo a campanha para eleger o sucessor de Uribe.

"O governo da Colômbia considera inaceitáveis os comentários do governo da Venezuela sobre a campanha eleitoral colombiana, que violam o princípio básico universal de não intervenção nos assuntos internos de outros países".

Uribe disse que "é uma ofensa ao povo colombiano que um governo estrangeiro trate de coagir sua livre vontade política para eleger o próximo presidente da República com intimidações de guerra".

O presidente colombiano afirmou que "esta intimidação, esta indevida ingerência de um governo estrangeiro, ofende o povo colombiano, ofende a todos os candidatos, da oposição e do governo...".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host