UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 13h24

Chefes de Estado julgados por corrupção

Veja alguns exemplos de chefes de Estados que foram julgados por corrupção, a partir da extradição do ex-presidente panamenho Manuel Noriega à França por acusações de lavagem de dinheiro:

BANGLADESH - Hussein Mohammed Ershad (1982-1990) foi deposto e condenado a 13 anos de prisão em 1991, por vários casos de corrupção.

COREIA DO SUL - O general Roh Tae-Woo (1988-1993) foi condenado a 22 anos de prisão em 1996, depois de confessar ter recebido 650 milhões de dólares em subornos. Foi absolvido no final de 1997.

EQUADOR - Abdalá Bucaram (1996-1997) foi acusado de desvio de dinheiro, destituído pelo Congresso por "incapacidade física e mental", seis meses depois de sua posse.

HAITI - O Estado haitiano exige de Jean Claude Duvalier (1971-1986), apelidado de "Baby Doc", o reembolso de centenas de milhões de dólares.

INDONÉSIA - Mohamed Suharto (1967-1998) foi acusado de desviar dezenas de milhões de dólares com sua família e foi obrigado a renunciar. O julgamento foi interrompido por diversas vezes, devido a sua frágil saúde, até a sua morte em 2008.

MADAGASCAR - Didier Ratsiraka, exilado na França, foi condenado à revelia, em 2003, a dez anos de trabalhos forçados por "desvio de dinheiro público" e a cinco anos de prisão por atentar contra a segurança nacional. Em agosto de 2009, obteve a "anulação das penas impostas" durante uma cúpula de líderes da ilha.

MALI - Musa Traoré, deposto em 1991 após 23 anos no poder, foi condenado a morte duas vezes, a primeira por "crimes políticos" em 1993 e, logo em seguida, com sua esposa por "crimes econômicos" em 1999. As condenações foram substituídas pela prisão perpétua e, em 2002, o casal foi absolvido.

PERU - Alberto Fujimori (1990-2000) foi destituído pelo Congresso por "incapacidade moral permanente". Foi condenado em 2007 e 2009 a penas de seis a nove anos de prisão por corrupção e desvio de dinheiro (600 milhões de dólares, segundo a Transparência Internacional), abuso de poder e violação dos direitos humanos.

FILIPINAS:

- Ferdinand Marcos (1972-1986) foi acusado de ter desviado entre 5 e 10 milhões de dólares, em outubro de 1988, pela justiça americana.

- Joseph Estrada (1998-2001) foi condenado em 2007 à prisão perpétua por corrupção e foi obrigado a reembolsar cerca de 87 milhões de dólares congelados em contas bancárias. Foi absolvido em outubro de 2008 pela presidente Gloria Macapagal-Arroyo.

ZMBIA - O ex-presidente Frederick Chiluba foi condenado, em 2007, por fraude por um tribunal de Londres, que exigiu que sua conta no Banco Barclays fosse congelada. Em 2009, foi posto em liberdade por um tribunal de Lusaka.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host