UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 06h27

Ex-ditador panamenho chega a Paris

O avião com o ex-ditador panamenho Manuel Noriega, que foi extraditado dos Estados Unidos para a França, que o condenou por lavagem de dinheiro do narcotráfico, pousou na manhã desta terça-feira no aeroporto parisiense de Roissy.

A justiça da França declarou Noriega culpado de lavagem de milhões de euros supostamente procedentes do cartel de Medellín, principalmente por meio do Banco de Crédito e Comércio Internacional (BCCI), que fechou em 1991.

Na época, Noriega e alguns aliados tinham mais de 20 contas em Paris e Marselha, nos bancos franceses BNP, CIC, Crédito Lyonnais, além do Banco do Brasil.

Durante o processo na França, Noriega afirmou que seus investimentos neste país procediam de sua fortuna pessoal e do dinheiro recebido da Agência Central de Inteligência (CIA) americana, que o recrutara como informante nos anos 70.

Homem forte do Panamá na década de 80, após a morte do ditador Omar Torrijos, Noriega foi um aliado dos Estados Unidos antes de se tornar inimigo número um de Washington. Ele foi capturado pelas tropas americanas que invadiram o Panamá em 1989 para derrubar seu governo.

Durante a presidência de George Bush pai (1988-92), Washington acusou Noriega de cumplicidade com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em troca de subornos do cartel colombiano de Medellín.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host