UOL Notícias Notícias
 

28/04/2010 - 14h34

Textos originais de Anne Frank voltam à casa onde viveu escondida

Todos os diários e manuscritos conservados de Anne Frank voltaram à casa de Amsterdã onde a adolescente judia viveu em um sótão secreto entre 1942 e 1945, antes de ser presa pelos nazistas, como comemoração dos 50 anos de seu museu, no próximo dia 3 de maio.

A rainha Beatriz da Holanda inaugurou nesta quarta-feira uma nova sala de exposição permanente que apresenta pela primeira vez todos os textos originais de Anne Frank, 65 anos após sua morte.

"Todas os escritos dos diários de Anne voltaram à casa onde foram redigidos e poderão ser vistos pelos visitantes a partir de hoje", declarou o diretor do museu, Hans Westra.

A Casa de Anne Frank, que recebeu 9 mil pessoas no primeiro ano de sua abertura, em 1960, conta, atualmente, com uma visitação de um milhão por ano.

Apenas o primeiro diário, vermelho e verde, que Anne recebeu de presente quando completou 13 anos, está no museu. Seus outros cadernos e escritos estavam no Instituto Holandês de Documentação sobre a Guerra.

Publicado pela primeira vez em 1947, o Diário de Anne Frank, relato simbólico da perseguição dos judeus pelos nazistas, foi traduzido desde então para 70 idiomas. Mais de 35 milhões de exemplares foram vendidos no mundo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host