UOL Notícias Notícias
 

29/04/2010 - 12h06

Chefe da Igreja católica belga acusado de indulgência em caso de pedofilia

O chefe da Igreja católica na Bélgica, monsenhor André Joseph Léonard, foi acusado por um homem que na juventude sofreu abusos sexuais de um padre de ter se mostrado indulgente na ocasião, informa um jornal belga.

Nos anos 1980, Joel Devillet, então adolescente, foi vítima de abusos frequentes de um religioso de Valônia (sul do país). Em 1996, denunciou os crimes ao monsenhor Léonard, então bispo, mas este não fez nada a respeito, segundo o jornal flamengo De Morgen.

"Apesar de reconhecer os fatos, ele permaneceu mais cinco anos no posto e continuou abusando de outras vítimas. Léonard evitou a qualquer custo a abertura de um processo", afirmou Devillet.

O atual chefe da Igreja católica belga tem se mostrado muito mais intransigente com os recentes escândalos de pedofilia protagonizados por alguns padres belgas.

Na semana passada, o bispo de Bruges, Roger Vangheluwe, admitiu publicamente ter abusado durante anos de um menor e renunciou ao cargo.

O porta-voz do monsenhor Leonard informou que o caso de Devillet, que entrou com processo contra este por danos e prejuízos, está nas mãos da justiça e por este motivo se negou a fazer comentários.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host