UOL Notícias Notícias
 

29/04/2010 - 16h40

Grécia: a polícia usa gás lacrimogêneo contra manifestantes

A polícia grega usou granadas de gás lacrimogêneo, na noite desta quinta-feira, para dispersar manifestantes que tentavam chegar ao Ministério das Finanças, no centro de Atenas, para protestar contra medidas de austeridade anunciadas, constatou um fotógrafo da AFP.

"Cerca de 500 pessoas foram às ruas e algumas tentaram ultrapassar um cordão de isolamento levantado por policiais para proteger o ministério", contou uma testemunha.

Os confrontos começaram quando passaram diante do Parlamento grego. Ativistas começaram a atirar garrafas de plástico nos policiais que responderam com gás lacrimogêneo.

Os manifestantes vandalizaram pontos de ônibus próximos, dispersando-se em seguida.

O protesto foi realizado por convocação do pequeno partido de esquerda Syriza, representado no Parlamento mas oposto ao governo socialista do primeiro-ministro Georges Papandreou.

As manifestações desse tipo, contra medidas de austeridade anunciadas para reduzir os déficits da Grécia e tirar o país da crise financeira, vêm sendo frequentes em Atenas nas últimas semanas; muitas vezes com incidentes, como os desta quinta-feira.

Segundo sindicalistas que participaram de uma reunião com Georges Papandreou, a União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) examinam com o governo grego novas medidas de austeridade para reduzir o déficit público ainda de forma mais vigorosa do que o anunciado até agora.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    -0,33
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h58

    1,54
    62.620,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host