UOL Notícias Notícias
 

29/04/2010 - 09h29

UE e FMI pedem à Grécia que reduzam em 10 pontos o déficit fiscal em 2 anos

A União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) pediram ao governo grego que nos próximos dois anos reduza em 10 pontos percentuais o déficit público, que em 2009 alcançou 13,6% do PIB, e que corte os salários, indicou à imprensa um sindicalista depois de uma reunião com o primeiro-ministro Giorgos Papandreou.

A UE e o FMI examinam com os dirigentes gregos uma redução do déficit público de 10 pontos em dois anos, 2010 e 2011, o que vai requerer uma economia de 25 bilhões de euros, precisou a fonte.

O déficit público da Grécia em 2009, calculado em 13,6% do PIB pela agência europeia de estatísticas Eurostat, pode ter alcançado os 14% no ano passado, segundo advertiu o ministro grego das Finanças, Giorgos Papaconstantinou.

A UE e o FMI também examinam uma supressão dos 13º e 14º salários no setor público para os funcionários e pensionistas, acrescentou o sindicalista.

O Imposto ao Valor Agregado (IVA) também pode ser aumentado em 1 ou 2 pontos, acrescentou outro participante que pediu para não ser identificado.

Dirigentes da Comissão, do Banco Europeu (BCE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) negociam atualmente em Atenas com o governo grego as reformas em troca das quais se desbloqueará a ajuda.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h20

    -0,20
    3,260
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h24

    0,70
    63.102,68
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host