UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 13h19

Biden diz que União Europeia continua sendo forte aliada

O vice-presidente americano, Joe Biden, garantiu nesta quinta-feira em Bruxelas que seu país continua contando com a Europa como forte aliada, apesar da ascensão de potências como China e Rússia, convidando o continente a manter sua cooperação na luta contra o terrorismo.

"A administração (Barack) Obama-Biden não tem nenhuma dúvida quanto à necessidade de uma União Europeia (UE) forte e ativa. Somos favoráveis a essa UE, que é essencial para a prosperidade americana e para a segurança no longo prazo", afirmou Biden diante do Europarlamento.

Biden iniciou na quinta-feira uma visita relâmpago ao Velho Continente que lhe conduzirá também à Espanha, onde na sexta-feira irá reunir-se com o rei Juan Carlos I e no sábado com o presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero.

"Os Estados Unidos precisam da Europa e, com todo o respeito, lhes digo que a Europa precisa dos Estados Unidos, nos necessitamos mutuamente mais do que nunca", reafirmou.

Desde que o presidente Obama rejeitou o convite de participar de uma cúpula entre UE e Estados Unidos prevista para maio na Espanha, diversos funcionários europeus constataram que Washington se volta agora para a Ásia em detrimento de Bruxelas.

Os europeus lembram que na conferência internacional sobre mudanças climáticas em Copenhaguen, realizada em dezembro, Obama decidiu negociar um acordo diretamente com China, Índia e Brasil, deixando a UE à margem.

Também não caiu bem a ausência de Obama durante os eventos do 20° aniversário da queda do Muro de Berlim em novembro, nem sua breve participação na cúpula UE-EUA realizada em Washington no fim de 2009.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,20
    3,263
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h13

    0,26
    63.926,07
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host