UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 20h09

Conservadores vencem eleições britânicas, mas sem maioria absoluta no Parlamento

O partido conservador, liderado por David Cameron, venceu as eleições gerais britânicas nesta quinta-feira, mas sem obter a maioria absoluta dos assentos no Parlamento, segundo pesquisas de boca de urna publicadas no fechamento dos colégios eleitorais.

Os "Tories" conseguiram 305 cadeiras, 21 a menos que a maioria absoluta de 326 dos 650 assentos do Parlamento, contra 255 para os trabalhistas, do primeiro-ministro Gordon Brown, e 61 dos liberais democratas, de Nick Clegg, segundo pesquisa realizada pelas emissoras britânicas BBC, Sky e ITV.

Esses resultados confirmariam o "hung parliament", o Parlamento sem maioria absoluta, fenômeno que não ocorre no país desde 1974.

Diante dessa situação, o primeiro-ministro britânico tem a opção de se demitir ou de tentar formar uma coalizão para permanecer no poder.

Se os trabalhistas somarem seus assentos aos dos liberais democratas - que perderão duas cadeiras em relação à legislatura anterior - terão mais deputados que os conservadores (316), mas faltarão 10 cadeiras para a maioria absoluta.

Cameron, 43 anos, tentava levar os conservadores ao poder depois de 13 anos ininterruptos de trabalhismo, e se converter no primeiro-ministro britânico mais jovem desde o século XIX, enquanto Brown buscava legitimar nas urnas o cargo que herdou de Tony Blair em 2007.

Mais de 45 milhões de britânicos foram convocados aos 50.000 colégios eleitorais por todo o país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host