UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 14h57

O autor do atentado fracassado voltou à Times Square no dia seguinte

O suposto autor do atentado fracassado de Nova York chegou a voltar às redondezas de Times Square no dia seguinte para pegar um outro automóvel, cujas chaves ele esqueceu no carro-bomba que não explodiu.

A imprensa local revelou nesta quinta-feira que, enquanto a polícia buscava freneticamente o homem que havia deixado o utilitário em Times Square, Faisal Shahzad voltou no domingo perto do local, em pleno centro de Manhattan.

Segundo o New York Post e o Daily News, que citam fontes da investigação, o suspeito estacionou, a poucas quadras do local previsto para a explosão, um outro veículo com o qual pretendia fugir após o atentado.
 
No entanto, o homem de origem paquistanesa esqueceu as chaves dentro do carro-bomba. Teve então que voltar para casa de trem e retornar no dia seguinte para tentar recuperar o veículo.

Esse segundo automóvel foi o que ele utilizou na segunda-feira passada para seguir até o aeroporto Kennedy de Nova York, onde a polícia o prendeu no avião que decolava para o Paquistão.


A polícia também achou um fuzil semiautomático.

O indivíduo, naturalizado americano e de 30 anos, está sendo interrogado pela polícia desde segunda-feira e ainda não compareceu ante um juiz.

Shahzad - que supostamente recebeu treinamento na região do Waziristão no Paquistão - chegou a fazer um ensaio do atentado em Times Square na quarta-feira da semana passada, segundo o Daily News.

Depois, na véspera, conduziu um Isuzu branco de sua residência em Connecticut e o estacionou perto da Times Square para utilizá-lo na fuga no dia do ataque.

No sábado, levou o Nissan Pathfinder recentemente comprado com o artefato explosivo a bordo, a estacionou na Times Square e tentou detoná-lo.

Vídeos gravados por câmeras de segurança mostram-no saindo tranquilamento do veículo, segundo vários meios de comunicação americanos.

A bomba, no entanto, era tão improvisada que teve um efeito parecido com de um petardo molhado. Provocou apenas um pouco de fumaça, vista pelo camelô que alertou a polícia.

Enquanto isso, Shahzad percebeu que as chaves do carro com que ia fugir tinham ficado no Nissan, onde rapidamente foram encontradas pela polícia.

Por essa razão o suspeito pegou um trem para Bridgeport, Connecticut, e inacreditavelmente voltou no dia seguinte para recuperar o Isuzu com outras chaves, indicou o New York Post.

Na segunda, ele usou o Isuzu para ir para o aeroporto Kennedy, onde comprou uma passagem apenas de ida com dinheiro vivo, mas acabou sendo preso antes que o avião decolasse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,56
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    1,28
    73.437,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host