UOL Notícias Notícias
 

08/05/2010 - 14h52

Cinzas vulcânicas fecham aeroportos na Espanha e Portugal

A nuvem de cinzas do vulcão islandês Eyjafjallajokull afetavam neste sábado o tráfego aéreo na Espanha, onde 19 aeroportos foram fechados, e em Portugal, e ameaçava a França, onde deve atingir o sul do país à noite.

Grandes quantidades de cinzas expelidas pelo Eyjafjallajokull voltaram a afetar neste a Islândia, onde 60 pessoas foram retiradas de suas casas voluntariamente, segundo as autoridades.

O Eyjafjallajokull voltou a expelir cinzas na quinta-feira, depois de ter entrado em erupção no dia 14 de abril e paralisado o tráfego aéreo europeu durante uma semana.

As emissões diminuíram nas últimas horas, mas a nuvem contém muitas partículas.

Neste sábado a nuvem estava a 7.000 metros de altura e seguia rumo ao sudeste.

"A nuvem permanece estável desde sexta-feira, mas contém muitas cinzas. As partículas não são tão finas como no início da erupção, caem mais rapidamente e se deslocam menos", afirmou uma fonte da proteção civil islandesa.

"Parece que a atividade explosiva diminuiu um pouco desde sexta-feira", declarou Bj¶rn Oddsson, geólogo da Universidade de Reykjavic.

Na Espanha, a nuvem de cinzas do vulcão islandês forçou o fechamento de 19 aeroportos, entre eles o de Barcelona, a partir das 15H30 (10H30 de Brasília), e o cancelamento de quase 900 voos, anunciou o ministério do Desenvolvimento, responsável pela área dos transportes.

A nuvem de cinzas vulcânicas, que entrou no espaço aéreo espanhol às 2H00 (21H00 de Brasília, sexta-feira), obrigou o fechamento dos aeroportos das províncias da costa norte, sul dos Pirineus e norte de Castilla-La Mancha.

Três aeroportos da região da Catalunha (Barcelona, Girona e Sabadell) foram fechados a partir de 15H30.

As restrições prosseguirão até, pelo menos, 20H00 (15H00 de Brasília), segundo o Eurocontrol, o organismo europeu que coordena o tráfego aéreo.

No caso de Barcelona, o fechamento permanecerá em vigor no mínimo até meia-noite (19H00 de Brasília).

"A nuvem de cinzas vulcânicas está alterando as rotas habituais dos voos entre América e Europa, e Ásia, que estão sendo deslocados para o sul para evitar as zonas afetadas no Atlântico Norte", explica um comunicado do ministério.

"Os voos estão sendo transferidos para rotas no centro e sul da península ibérica", completa o texto.

Em Portugal 104 voos foram cancelados, com origem ou destino no Porto, Lisboa e Faro, segundo o governo.

Na França, onde 15 voos foram cancelados no aeroporto de Marselha, a nuvem de cinzas deve atingir o sul do país na noite deste sábado, segundo a meteorologia.

Dependendo da intensidade da nuvem, o tráfego aéreo pode ser afetado em cidades do sul da França, incluindo o aeroporto de Nice, o que prejudicaria o Festival de Cinema de Cannes, que começa na quarta-feira e deve receber várias personalidades de todo o mundo.

Como a nuvem afeta uma zona ampla do Atlântico norte, os voos são desviados para áreas seguras, o que aumenta o tempo de viagem.

Os geofísicos islandeses já alertaram que esperam mais nuvens de cinzas "consideráveis".

Em abril, o espaço aéreo da Europa ficou fechado em grande parte durante uma semana após a erupção do Eyjafjallajokull, em 14 de abril, o que bloqueou muitos passageiros.

Mais de 100.000 voos foram anulados, o que prejudicou oito milhões de passageiros. O setor aéreo calculou as perdas em 2,5 bilhões de euros.

As cinzas vulcânicas podem afetar consideravelmente os aviões em voo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h19

    1,05
    3,179
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h28

    -0,99
    67.913,10
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host