UOL Notícias Notícias
 

08/05/2010 - 17h59

Cinzas vulcânicas perturbam tráfego aéreo em Espanha, Portugal e no Atlântico

  • Vulcão islandês também fechou o espaço aéreo de Escócia e Irlanda durante a semana

    Vulcão islandês também fechou o espaço aéreo de Escócia e Irlanda durante a semana

A nuvem de cinzas do vulcão islandês Eyjafjallajokul perturbou neste sábado o tráfego aéreo na Espanha, em Portugal e em parte do Atlântico, e também no sul da França, às vésperas do Festival de Cannes.

A nuvem "perturba também as rotas habituais dos voos entre a América, a Europa e a Ásia", e obriga a levá-las "para o centro da Península Ibérica", indicou a autoridade aeroportuária espanhola Aena.

O tráfego aéreo no Atlântico foi comprometido e vários voos tiveram suas rotas mudadas a partir de 17h00 GMT (14h00 de Brasília) em razão da "redução drástica" da circulação na área do arquipélago português de Açores, anunciou a agência portuguesa de navegação aérea (NAV).

A nuvem de cinzas, que atinge atualmente uma vasta faixa que vai do Atlântico à Península Ibérica, poderá "se dividir nas próximas horas", "com uma parte se deslocando para o leste da Península Ibérica, e outra para o oeste", acrescentou a NAV.

A Eurocontrol, organização europeia de navegação aérea, confirmou que o tráfego aéreo enfrentava perturbações crescentes: "Durante o dia, a zona afetada pelas cinzas vulcânicas deverão se estender da Islândia para o sul de Portugal e, provavelmente, para depois de Barcelona e Marselha, a leste".

Na Espanha, mais de 900 voos foram cancelados dos 4.974 programados para o dia. Dezenove aeroportos foram fechados, mas no final do dia, após a reabertura do de Barcelona, principalmente, treze permaneciam interditados ao tráfego aéreo.

A nuvem de cinzas "modifica as rotas habituais entre a América, a Europa e a Ásia, que são desviadas para o sul para evitar as zonas afetadas do Atlântico Norte", indicou o Ministério espanhol do Desenvolvimento. Esses voos são transferidos para "rotas acima do centro e do sul da Península Ibérica", acrescentou.

Em Portugal, 137 voos foram cancelados neste sábado em Lisboa, Porto (norte), Faro (sul), assim como nos arquipélagos de Açores e da Madeira, anunciou a ANA, que administra os aeroportos portugueses.

As perturbações afetam particularmente os voos das companhias de baixo custo, segundo as informações divulgadas no site da administração dos aeroportos portugueses (www.ana.pt), que indica também vários atrasos.

No domingo, "as restrições operacionais poderão ser impostas no aeroporto da Cidade do Porto e depois em Lisboa", indicou a NAV. No Oceano Atlântico, a nuvem poderá cobrir o arquipélago de Açores "em sua quase totalidade nas próximas horas", acrescentou a agência portuguesa. Com isso, os aeroportos do arquipélago seriam fechados.

Na França, cinquenta voos foram cancelados neste sábado, em razão dos fechamentos do espaço aéreo ibérico - trinta nos aeroportos parisienses de Roissy e Orly e vinte em Marselha (sul) e Bordeaux (oeste).

Para domingo, a aviação civil prevê um tráfego aéreo "normal". Um voo de avaliação foi efetuado por um avião da Air France e "nenhuma irregularidade foi constatada". "Todos os aeroportos franceses serão abertos amanhã e prevemos um tráfego normal", indicou um porta-voz.

No entanto, alguns voos poderão ser cancelados se os aeroportos europeus forem fechados no domingo.

A companhia irlandesa Ryanair decidiu, por precaução, cancelar todos os seus voos de pouso e decolagem em Marselha.

O Eyjafjallajokul recomeçou a expelir grandes quantidades de cinzas na quinta-feira após alguns dias de calmaria.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    0,17
    3,271
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h05

    -0,60
    63.701,74
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host