UOL Notícias Notícias
 
12/05/2010 - 16h32 / Atualizada 12/05/2010 - 18h21

Senadores dos EUA propõem redução de 17% nas emissões de CO2 para 2020

WASHINGTON, EUA, 12 Mai 2010 (AFP) -Senadores dos Estados Unidos apresentaram nesta quarta-feira o esperado plano para a mudança climática, projetando o corte de 17% das emissões de CO2 para 2020 em comparação com os níveis de 2005 mediante a regulação da energia, da indústria e do transporte.

"Finalmente podemos dizer ao mundo que os Estados Unidos estão prontos para assumir seu papel como líder mundial em energia limpa", indicou o senador John Kerry, um democrata de Massachusetts e aliado do presidente Barack Obama.

Após meses de delicadas negociações, Kerry e o senador independente Joe Lieberman apresentaram um projeto de lei sobre o corte das emissões de CO2 na indústria pesada e nas usinas de energia, responsáveis pelo aquecimento global, segundo parte da comunidade científica.

Uma vez que o alcance do projeto excede o atual mandato, estabelece um sistema para "limitar e negociar" os direitos das emissões de carbono, concedendo incentivos econômicos para a comercialização dos créditos.

Os sistemas de "limitar e negociar" são a base dos esforços da Europa para reduzir as emissões de carbono e a base de um projeto de lei aprovado pela Câmara de Representantes em junho de 2009.

No entanto, o projeto de lei engloba, apenas, as 7.500 indústrias e usinas de energia nos Estados Unidos, cada uma com uma produção maior que 25 mil toneladas de poluição de carbono por ano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h29

    -0,18
    3,130
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h39

    -0,91
    75.300,47
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host