UOL Notícias Notícias
 

12/05/2010 - 12h08

Tragédia aérea na Líbia tem um sobrevivente de 8 anos e mais de 100 mortos

TRÍPOLI, Líbia, 12 Mai 2010 (AFP) -Um menino provavelmente holandês de oito anos é o único sobrevivente do acidente de um Airbus A330 da companhia líbia Al Afriqiyah, procedente de Johanesburgo e que tinha 104 pessoas a bordo, nesta quarta-feira no momento do pouso no aeroporto de Trípoli.

"Nós descartamos de forma definitiva a hipótese de que o acidente seja o resultado de um ato terrorista", declarou o ministro líbido dos Transportes, Mohamed Zidane, em uma entrevista coletiva.

"Havia 104 pessoas a bordo; 93 passageiros e 11 membros da tripulação", completou o ministro, antes de anunciar que até o momento foram encontradas 96 vítimas".

O único sobrevivente, um menino holandês de oito anos, foi levado para um hospital de Trípoli e está fora de perigo, segundo o ministro.

Mas ele sofreu várias fraturas e foi operado, segundo anunciou, por sua vez, uma porta-voz do ministério holandês das Relações Exteriores.

"Ele está sendo operado por causa de diversas fraturas", declarou Ozlem Canel, porta-voz do mnistério, contatada pela AFP por telefone.

A fonte disse ignorar a gravidade dos ferimentos.

Um membro da embaixada da Holanda em Trípoli se reuniu com o médico do menino e espera conversar com ele depois da operação.

"Não sabemos com certeza se é holandês", acrescentou a porta-voz. Segundo as autoridades líbias, o único sobrevivente do acidente, no qual morreram 103 pessoas, é um menino holandês de 8 anos.

A Federação Holandesa de Turismo informou que 61 holandeses morreram na tragédia.

Os tripulantes eram todos líbios, segundo fontes aeroportuárias.

O avião caiu às 6H00 locais (1H00 de Brasília) no momento da aterrissagem. A Al Afriqiyah havia comprado o A330 em setembro de 2009, segundo o ministro dos Transportes.

A representação sul-africana da companhia informou que o avião caiu a um metro da pista.

"O avião pegou fogo antes do pouso", afirmou uma fonte dos serviços de segurança do aeroporto de Trípoli, que pediu anonimato.

"A aeronave explodiu na aterrissagem, e se desintegrou totalmente", declaroy outra fonte.

Milhares de destroços ficaram espalhados em uma grande área a 500 metros do extremo da pista de pouso.

Os serviços de segurança e as equipes de resgate trabalham na área da tragédia para recuperar os pedaços de corpos dos passageiros e tripulantes.

A França anunciou que enviará especialistas a Trípoli para ajudar nas investigações do acidente.

Os representantes franceses viajarão ao lado de engenheiros da fabricante aeronáutica europeia Airbus.

A Airbus anunciou em um comunicado que fornecerá "assistência técnica completa às autoridades responsáveis pela investigação do acidente".

As condições meteorológicas eram boas na manhã desta quarta-feira na capital da Líbia.

Segundo uma empresa responsável por administrar os negócios da empresa aérea na África do Sul, o avião Al Afriqiyah passou por todos os controles de segurança necessários antes da decolagem em Johannesburgo.

"A companhia tem um bom balanço em termos de segurança", declarou Charmaine Thomé, diretora para a África Austral do grupo alemão Aviareps, especializado no transporte aéreo e turismo.

"O avião, um Airbus A330, passou por todos os controles de segurança necessários antes de partir de Johannesburgo", completou a diretora.

aviation-safety.net). Na ocasião, um Boeing 727 da Libyan Arab Airlines caiu perto do aeroporto de Trípoli e matou 157 pessoas.

A Afriqiyah Airways foi criada em 2001 com um capital de 70 milhões de dólares. Com sede em Trípoli, começou as atividades alugando aviões Boeing para voar a várias capitais africanas, incluindo Cartum, Niamey, Bamako e Uagadugu.

Atualmente oferece voos para outras grandes cidades africanas, como Johannesburgo, Cairo, Abdijan e Acra, assim como capitais europeias (Londres, Paris, Amsterdã, Roma).

Segundo o site da companhia, a empresa possui apenas aviões da Airbus, 11 mp total.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h09

    0,93
    3,287
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h16

    -1,98
    61.400,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host