UOL Notícias Notícias
 

13/05/2010 - 16h39

Homem é executado em Ohio depois de 26 anos no corredor da morte

WASHINGTON, 13 Mai 2010 (AFP) -Michael Beuke, de 48 anos, condenado à morte pelo assassinato em 1983 de um homem de quem havia recebido carona, foi executado nesta quinta-feira em Ohio (norte dos Estados Unidos) depois de ter passado 26 anos no corredor da morte.

A morte daquele que a imprensa local chamava "caroneiro louco" foi pronunciada às 10h53 locais após uma injeção letal na penitenciária de Southern Ohio, em Lucasville, indicou uma porta-voz.

Michael Beuke "esteve muito emotivo durante todo o dia. Ele pediu perdão às famílias de suas vítimas e recitou o terço durante 17 minutos", indicou à AFP Julie Walburn, porta-voz das autoridades penitenciárias.

Michael Beuke, que passou 26 anos no corredor da morte enquanto um condenado à morte passa em média 14 neste estado americano, apelou várias vezes de sua condenação em vão.

Na terça-feira, um juiz federal de Ohio rejeitou um último recurso no qual o condenado pedia que sua execução fosse suspensa porque temia uma intolerância do seu organismo a um dos produtos mortais que seriam injetados.

Ele sofria de epilepsia e considerava que uma incompatibilidade entre um medicamento antiepilético e um dos produtos do coquetel mortal poderia prolongar sua agonia e fazê-lo sofrer.

Seus argumentos, considerados muito tardios pelo tribunal, não foram aceitos e a execução foi realizada "conforme a lei", indicou Walburn.

Michael Beuke tinha 21 anos quando matou o motorista Robert Craig, que tinha dado uma carona àquele que seria o seu assassino. Sua viúva assistiu à execução nesta quinta-feira, segundo o canal local WPCO. A motivação não foi um roubo, pois a vítima foi encontrada com 265 dólares no bolso.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host