UOL Notícias Notícias
 

13/05/2010 - 15h34

Milão abre salão da dicas para futuros divórcios "bem-sucedidos"

MILÃO, 13 Mai 2010 (AFP) -Nesses últimos dez anos, o número de divórcios triplicou na Itália, incluindo até mesmo o chefe de Estado Silvio Berlusconi, tanto que um salão foi organizado em Milão para dar receitas para separações menos traumatizantes.

"Ser bem-sucedido" num divórcio pode parecer uma ideia incoerente, mas na Itália, onde o assunto, recentemente, era tabu e onde os valores da família continuam muito importantes, a experiência é geralmente dolorosa.

"Para muitas pessoas, o divórcio é o fim do mundo. Mas aqui, ao contrário, vemos a experiência como um novo ponto de partida", explicou à AFP-TV Rodolfo Duè, um "filho de divorciados" que disse ter vindo "por curiosidade".

Como os outros tantos visitantes, ele passou de estande a estande.

Esse primeiro salão organizado na Itália oferece realmente todos os tipos de serviços: escritórios de advocacia especializados em sites para solteiros, como também professores de sedução ou até mesmo listas de divórcio para a festa do final da união, seguindo os moldes da tradicional lista de casamento.

Milena Stojkovic, diretora da "Ciao Amore", trabalha como "organizadora de divórcios" e oferece "um serviço completo às pessoas que atravessam momentos difíceis, desde assessoria jurídica e financeira à ajuda psicológica".

O "Ciao Amore" se orgulha, no entanto, de ter conseguido evitar sete separações dentre os 35 casais que procuraram seus serviços.

Sua agência ajuda também, àqueles que tomaram a dura decisão, a reencontrar uma casa, na organização da mudança ou até mesmo a arrumar uma babá para as crianças, "um monte de pequenas coisas que podem parecer um bicho de sete cabeças quando estamos em plena crise de nervos e que pode contribuir para mergulhar qualquer num estado de pânico", explica Stojkovic.

O setor está crescendo no país: o divórcio existe desde 1974 e um em cada quatro casamentos termina agora diante dos tribunais, contabilizando 100 mil separações por ano. Na península, o procedimento é longo e complexo. Depois de finalmente assinar o acordo de separação, ainda são necessários três anos até a conclusão do processo.

Os inúmeros estandes da exposição procuram mostrar que a separação não precisa ser um drama, propondo mudanças de ares em termas na Eslovênia, por exemplo, ou trocar a decoração do apartamento, procurar um novo companheiro em um site para solteiros ou até mesmo participar da 3ª Maratona de Solteiro de Milão, no dia 6 de junho.

Mas algumas pessoas são mais pragmáticas e preferem acelerar o processo de divórcio provando que seu companheiro foi infiel. Para isso, elas recorrem aos detetives particulares ou a testes de paternidade.

"As estatísticas dizem que uma em cada seis crianças é criada por pessoas que não são seus pais biológicos. Claramente, este teste é pedido pelos casais que já estão em conflito há algum tempo e têm dúvidas sobre a honestidade do parceiro", explica à AFP Valentina Cesati, presidente do laboratório Gentras, especializado nesse tipo de exame.

Um teste de paternidade pode custar 400 euros e a hora do detetive particular pode variar entre 60 a 120 euros. É verdadeiramente um mercado promissor.

Outros estandes apostam também no humor e no otimismo, como a autora do livro sobre técnicas de sedução "Deviens un As de Coeur" ("Transforme-se num Ás de Copas"), Andréa Favaretto, ou o professor que ensinava diretamente ao público interessado como conquistar uma futura "presa".

Em último caso, uma agência de Milão chamada Uniq propõe aos novos solteiros participar de uma festa que, no final, oferece a cada um pequenos bonecos de vodu com agulhas para descontar em cima do ex.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host