UOL Notícias Notícias
 

13/05/2010 - 10h36

Polônia inaugura monumento aos combatentes judeus do gueto de Varsóvia

Varsóvia, 13 Mai 2010 (AFP) -Um monumento em homenagem ao último grupo de combatentes judeus que fugiu em maio de 1943 do gueto de Varsóvia, após a repressão de uma insurreição pelos nazistas, foi inaugurado nesta quinta-feira na capital da Polônia.

Em 10 de maio de 1943, 50 combatentes judeus, entre eles o falecido Marek Edelman, o último comandante da insurreição do gueto de Varsóvia, saíram do local passando pela rede de esgoto. A operação foi liderada por Kazik Ratajzer.

"Estávamos dispostos a continuar o combate, mas corríamos o risco de morrer entre as chamas, nas ruínas do gueto destruído e queimado pelos alemães", recordou em Varsóvia o polonês, que hoje tem 86 anos e vive em Israel com o nome de Symcha Rotem.

A partir de outubro de 1940, os nazistas aprisionaram meio milhão de pessoas no bairro judeu tradicional de Varsóvia, que foi cercado com um muro alto de tijolos.

Mais de 100.000 homens, mulheres e crianças morreram vítimas da fome e do esgotamento. As demais foram enviadas em sua maioria para os campos de concentração.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host