UOL Notícias Notícias
 
17/05/2010 - 17h19 / Atualizada 17/05/2010 - 17h28

Michelle Obama: setor agroalimentício americano está preparado para reduzir calorias

WASHINGTON, 17 Mai 2010 (AFP) -O setor alimentício americano se comprometeu a reduzir o número de calorias em seus produtos, anunciou nesta segunda-feira a primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama, que lidera a luta contra a obesidade infantil.

Segundo a Casa Branca, a associação "Parceria pelos Estados Unidos com uma Saúde Melhor", da qual Obama é a presidente de honra, assinou um acordo com uma fundação reunindo cerca de 80 das maiores empresas de alimentação e redes de supermercados americanas (HWCF).

Os membros dessa fundação se comprometem a "propor opções (de alimentação) menos calóricas, a modificar, se possível, as receitas de produtos com o objetivo de reduzir a quantidade de calorias nos produtos existentes, e de reduzir as porções dos produtos", tudo destinado a "ajudar os americanos a reduzir a quantidade de calorias que consomem".

A HWCF indicou o número de "1,5 trilhão de calorias" que desaparecerão dos produtos alimentícios americanos até 2015.

Michelle Obama afirmou que esse anúncio "representa uma etapa importante para oferecer aos americanos opções mais saudáveis, com o objetivo de permitir que vivam com uma saúde melhor".

A esposa de Barack Obama lançou no dia 9 de fevereiro uma campanha nacional, batizada de "Movam-se", de luta contra a obesidade infantil, um problema que ela considera uma das principais ameaças para a saúde e para a economia americana.

Cerca de 32% das crianças e adolescentes americanos têm sobrepeso ou são obesos, segundo os últimos dados disponíveis. Por volta de 20% das crianças de 6 a 11 anos e 18% das de 12 a 19 anos são obesas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host