UOL Notícias Notícias
 
20/05/2010 - 15h49 / Atualizada 20/05/2010 - 15h57

Filha de Fujimori oficializa seu partido em primeiro passo para candidatura à Presidência

LIMA, 20 Mai 2010 (AFP) -A congressista Keiko Fujimori, filha do ex-mandatário Alberto Fujimori, hoje preso, deu seu primeiro passo como candidata para a eleição presidencial do ano que vem com a apresentação de seu partido político em um ato público.

Nesse ato em Lima na noite de quarta-feira, Keiko Fujimori, prestes a completar 35 anos, oficializou seu partido 'Força 2011' e, com isso, sua aspiração à Presidência peruana.

Keiko inicia sua campanha sob a sombra de seu pai, presidente do Peru entre 1990 e 2000, que está preso em um batalhão policial em Lima, condenado a uma sentença de 25 anos de prisão por violação dos Direitos Humanos e corrupção.

Mas ainda assim a candidata pôde exibir dois elementos positivos nos últimos dias.

O primeiro é uma pesquisa da empresa Datum, divulgada na quarta-feira, indicando que para as eleições de abril de 2011, Keiko é a segunda nas intenções de voto com 20%, atrás do prefeito de Lima, Luis Castañeda (22%), e à frente do nacionalista Ollanta Humala (16%) e do ex-presidente Alejandro Toledo (12%).

Segundo a sondagem, o 'Força 2011' é o partido com o qual as pessoas se identificam mais (15% dos peruanos), contra 12% do Nacionalismo de Humala e 9% do Solidariedade Nacional, de Castañeda.

O segundo ponto foi uma declaração do presidente peruano Alan García, que disse que é preciso diferenciar Keiko de seu pai.

"Uma coisa é (Alberto) Fujimori, com um golpe de Estado, e Vladimiro Montesinos (seu chefe de Inteligência) por trás, manipulando tudo. Outra é a nova geração, que não necessariamente terá que violar as liberdades", disse García.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h00

    0,85
    3,154
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h02

    -1,20
    74.482,54
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host