UOL Notícias Notícias
 
23/05/2010 - 21h41 / Atualizada 23/05/2010 - 21h55

Sara Ferguson pede desculpas por vender acesso a Andrew

LONDON, França, 23 Mai 2010 (AFP) -Sarah Ferguson pediu desculpas neste domingo pela "séria falha" que cometeu ao vender uma reunião com seu ex-marido, o príncipe Andrew, e revelou que enfrenta dificuldades financeiras.

A revista News of the World divulgou hoje informações sobre um vídeo no qual Sarah Ferguson aceita "vender" acesso privilegiado ao duque de York - de quem se divorciou em 1996 - em troca de 500 mil libras (723.425 dólares).

O negócio foi proposto por um jornalista da revista, que se fez passar por empresário.

Desde 2001, o príncipe Andrew é representante especial do Reino Unido para comércio internacional e investimentos.

Em seu pedido de desculpas, Sara Ferguson destacou que enfrenta dificuldades financeiras, e garantiu que Andrew, segundo filho da rainha Elizabeth II, não tinha qualquer conhecimento da reunião.

"Lamento profundamente esta situação. Minha situação financeira é complicada, mas não é desculpa para está séria falha (...). Lamento profundamente que isto tenha ocorrido. Peço, sinceramente, desculpas por minhas ações".

Andrew "não sabia e não está envolvido" nesta situação, garantiu a duquesa.

O porta-voz do Palácio de Buckingham informou que o príncipe Andrew, duque de York, nega "categoricamente" ter conhecimento dos encontros de sua ex-esposa para marcar reuniões com ele.

Segundo a revista, durante o encontro com o jornalista (falso empresário), na terça-feira passada, Sara Ferguson aceitou um adiantamento de 40 mil dólares, após o qual disse: "Posso abrir todas as portas que você quiser".

Sara Ferguson também disse ao jornalista que conversou com Andrew sobre a reunião, e que pediu a quantia de 500 mil libras por sugestão do próprio príncipe.

"Ele sabe que tem que me ajudar porque estou com pouco dinheiro. Assim, se você quer encontrá-lo por questões de negócios, me ajude e ele receberá você (...) Ganhará dez vezes mais".

Sara e Andrew se divorciaram em 1996, mas mantêm contato desde então e segundo a revista, a duquesa afirma que ela e o príncipe são "os divorciados mais felizes do mundo".

Segundo a revista, a duquesa, de 50 anos, se reuniu em duas ocasiões com o falso empresário - em um hotel de Nova York e em um clube de Londres - antes de receber os 40 mil dólares, em um apartamento da capital britânica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host