UOL Notícias Notícias
 
24/05/2010 - 10h45 / Atualizada 24/05/2010 - 11h29

Dois policiais mortos nos distúrbios na Jamaica

kingston, Jamaica, 24 Mai 2010 (AFP) -Dois policiais morreram no domingo depois dos confrontos entre a polícia e bandos armados na capital da Jamaica, o que fez o governo decretar o estado de emergência.

Seis policiais ficaram feridos nos confrontos. Dois deles vieram a morrer no hospital.

A Jamaica decretou no domingo o estado de emergência na região de Kingston diante da violência deflagrada pelas gangues da capital, que tentavam impedir a prisão de um líder criminoso

As gangues atacaram três delegacias na cidade, segundo as autoridades.

Uma delegacia foi incendiada após ser abandonada pelos policiais, que ficaram sem munição para defender o local.

O primeiro-ministro jamaicano, Bruce Golding, reuniu o gabinete e decidiu decretar o estado de emergência para Kingston e St.Andrews, por um período de um mês.

As gangues de Kingston se revoltaram contra a operação da polícia para prender Christopher "Dudus" Coke, alvo de um pedido de extradição dos Estados Unidos.

"Dudus", 42 anos, lidera a maior gangue de narcotráfico da Jamaica, a Shower Posse, que tem ramificações nos Estados Unidos e fornece maconha, cocaína e crack.

Os incidentes começaram durante a semana, quando o governo aprovou a extradição de Christopher "Dudus" Coke, que além de chefe do narcotráfico é lider comunitário do subúrbio de Tivoli Gardens, uma das zonas mais perigosas da Jamaica.

Diante da notícia de que policiais fariam uma operação em Tivoli Gardens a procura de "Dudus", as gangues deflagraram uma série de ataques contra a polícia.

Em Washington, o departamento de Estado pediu aos cidadãos americanos que evitem viajar à Jamaica devido aos distúrbios na capital.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host