UOL Notícias Notícias
 
25/05/2010 - 01h01 / Atualizada 25/05/2010 - 02h21

Ex-promotora governará Trinidad e Tobago

PORT OF SPAIN, 25 Mai 2010 (AFP) -O primeiro-ministro de Trinidad e Tobago, Patrick Manning, admitiu na noite desta segunda-feira sua derrota nas eleições antecipadas, para a coalizão liderada pela ex-promotora Kamla Persad-Bissessar.

"O que sei é que perdemos as eleições", disse Manning em mensagem pela TV. "Assumo toda a responsabilidade pela derrota".

Kamla Persad-Bissessar lidera o Congresso Nacional Unido (United National Congress, UNC), até então o principal partido da oposição.

Manning, do Movimento Nacional do Povo (People's National Movement, PNM), que domina a política na ilha há meio século, convocou eleições na metade de seu mandato de cinco anos.

O líder, de 64 anos, dissolveu o Parlamento para evitar uma moção de censura promovida pela oposição, que o acusa de corrupção.

O UNC, que só ocupou o poder entre 1995 e 2001, acusa a administração Manning de gastar milhões de dólares em projetos faraônicos e na organização das cúpulas das Américas e da Commomwealth no ano passado.

Também denuncia o forte aumento da criminalidade nos últimos anos.

Segundo alguns especialistas, o país se tornou um centro de operações do tráfico de cocaína procedente da América do Sul.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host