UOL Notícias Notícias
 
27/05/2010 - 12h00 / Atualizada 27/05/2010 - 12h09

Ancara pede que não se descarte o plano nuclear Irã-Brasil-Turquia

ANCARA, Turquia, 27 Mai 2010 (AFP) -Descartar o acordo nuclear acertado entre o Irã, o Brasil e a Turquia seria algo pouco razoável, insistiu a Turquia, que criticou seu aliado americano por criar uma situação absurda ao pedir novas sanções contra Teerã.

O acordo concluído entre Teerã, Brasília e Ancara em 17 de maio passado não propõe uma solução global para a crise iraniana, "mas se trata de um passo adiante para resolver a questão da troca (de combustível) que constitui um dos elementos-chave do caso", indicou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Burak Ozugergin.

"É certo que a metade do copo está vazio, mas achamos que foi necessária tomar outra atitude para enchê-lo", afirmou, acrescentando que "é pouco razoável rejeitar o acordo afirmando que o copo está meio cheio".

O diplomata criticou Washington por ter submetido ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução para nova sanções contra o Irã, pouco depois do acordo Irã-Turquia-Brasil.

"Submeter a resolução no dia seguinte ao plano significa que vocês prefrem fechar os olhos a certos desenvolvimentos", afirmou o porta-voz, que caracterizou a situação como absurda.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host