UOL Notícias Notícias
 
27/05/2010 - 06h30 / Atualizada 27/05/2010 - 06h50

Começa em Tóquio julgamento de ativista neozelandês da Sea Shepherd

Tóquio, Japão, 27 Mai 2010 (AFP) -O julgamento do militante ecologista neozelandês Peter Bethune, acusado de ter obstruído a pesca de baleias de navios japoneses na Antártica, teve início nesta quinta-feira em Tóquio.

Peter Bethune, membro da associação de defesa do meio ambiente Sea Shepherd, com sede nos Estados Unidos, se declarou culpado de quatro acusações, mas negou responsabilidade na denúncia por 'agressões e ferimentos', que no Japão pode resultar em uma condenação de 15 anos de prisão.

O militante foi acusado de ter ferido no rosto um marinheiro japonês ao lançar ácido contra o navio baleeiro Shonan Maru 2 no Oceano Antártico.

"Rejeito a acusação de agressões e ferimentos", declarou o ativista no início do processo.

"Quanto à acusação de obstrução de atividades comerciais, reconheço ter lançado ácido butírico, mas havia circunstâncias complementares que abordaremos no tribunal", completou.

O réu também não manifestou oposição às outras três acusações: violação de propriedade privada, destruição de bem alheio e posse ilegal de arma.

Do lado de fora do tribunal, 20 militantes de extrema direita exibiam cartazes com frases como "Enforquem o terrorista Peter Bethune!".

O processo deve terminar na segunda-feira, mas a sentença só deve ser anunciada no fim de junho.

Os ativistas denunciam como uma mentira a alegação do Japão de que pesca centenas de baleias por ano para pesquisas científicas, uma prática tolerada pela Comissão Baleeira Internacional (CBI), que proíbe no entanto a caça comercial.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h19

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h22

    -0,39
    63.007,74
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host