UOL Notícias Notícias
 
29/05/2010 - 12h09 / Atualizada 29/05/2010 - 12h26

Ex-guerrilheira colombiana confessa 80 fuzilamentos e outros crimes

Bogotá, Colômbia, 29 Mai 2010 (AFP) -Uma ex-chefe da guerrilha das Farc, famosa por sua crueldade e que se entregou à justiça colombiana em 2008, confessou ante a promotoria o recrutamento de 108 menores, 80 fuzilamentos e 12 assassinatos de civis.

Elda Mosquera (ou 'Karina') foi durante 20 anos o terror de quatro departamentos (províncias) no centro e noroeste colombiano, mas recorreu a uma lei de justiça e paz que concede benefícios aos membros de grupos ilegais que se entreguem às autoridades, confessem seus delitos e reparem as vítimas.

"Vou responder pelos fatos de quando foi encarregada do comando da frente 47 porque me cabe responder pela linha de comando. Não sabia que minha estada nas FArc ia causar tanta dor. Dentro da coisa, não sabemos a dor que causamentos à sociedade", declarou Karina à imprensa após a audiência.

A ex-chefe guerrilheira, designada de 'gestora da paz' pelo presidente Álvaro Uribe, foi autorizada a realizar contatos com ex-companheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colâmbia (FARC) para convencê-los a fazer como ela e entregar as armas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host