UOL Notícias Notícias
 
04/06/2010 - 07h49 / Atualizada 04/06/2010 - 07h50

Autor do massacre na Inglaterra devia impostos

LONDRES, 4 Jun 2010 (AFP) -O taxista britânico que matou 12 pessoas no condado de Cumbria (noroeste da Inglaterra) antes de suicidar-se devia uma importante soma de dinheiro à Receita e temia ser preso, segundo relatos de pessoas ligadas a ele e citadas nesta sexta-feira pela imprensa local.

Os serviços tributários estão investigando as contas de Derrick Bird, de 52 anos, depois de ter detectado uma soma de 60.000 libras esterlinas (88.000 dólares, 72.000 euros) não declarada, segundo Mark Cooper, um amigo de Bird.

"A receita pegou 60.000 libras em minha conta. Vou para a cadeia", teria dito Bird ao amigo.

Segundo vários jornais, entre eles o Daily Telegraph, Derrick Bird se inteirou na semana passada do conteúdo do testamento de sua mãe, de 90 anos, e aparentemente não gostou do fato de que a maioria de seus bens iriam para seu irmão gêmeo.

The Sun assinala que Derrick Bird estava convencido de que seu irmão, que ele matou na quarta-feira, o denunciou à receita e que o advogado da família, Kevin Commons - que também figura entre as vítimas da matança - havia reformulado o testamento.

As três filhas do irmão morto asseguram que não havia qualquer disputa familiar, precisando que o único erro de seu pai foi tentar ajudar o irmão com problemas.

Derrick Bird, considerado por todos seus conhecidos um homem tranquilo, matou na quarta-feira 12 pessoas antes de aparentemente suicidar-se no turístico distrito de Lagos, no condado de Cumbria.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host