UOL Notícias Notícias
 
10/06/2010 - 20h53 / Atualizada 10/06/2010 - 21h04

Obama quer apoio do mundo para "liberdade" de iranianos

WASHINGTON, 10 Jun 2010 (AFP) -O presidente americano, Barack Obama, convocou nesta quinta-feira o resto do mundo a apoiar o povo iraniano na luta pela "liberdade", em um comunicado lido em seu nome um ano após a questionada reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad.

Samantha Power, uma assessora de Obama de direitos humanos, leu um comunicado em nome do presidente durante uma recepção da National Endowment for Democracym, em homenagem aos manifestantes iranianos que saíram às ruas no ano passado e foram reprimidos após a polêmica eleição.

"É responsabilidade de todos os povos e países livres para que fique claro que estamos do lado dos que buscam a liberdade, a justiça e a dignidade, tão certas como a esperança e a história", afirma Obama em seu comunicado.

"A coragem do povo iraniano é um exemplo para nós e nos desafia a continuar nossos esforços para desviar o caminho da história em direção à justiça", acrescenta.

Os protestos pela reeleição de 12 de junho de 2009 do presidente Ahmadinejad, ofuscada pelas acusações de fraude lançadas pela oposição, desencadearam manifestações massivas severamente reprimidas pelas autoridades.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host