UOL Notícias Notícias
 
12/06/2010 - 15h39 / Atualizada 12/06/2010 - 15h45

Obama e Cameron concordam com responsabilidade da BP

WASHINGTON, 12 Jun 2010 (AFP) -A British Petroleum (BP) deve fazer tudo que está a seu alcance para conter o vazamento de petróleo no Golfo do México, concordaram o presidente americano, Barack Obama, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, durante uma conversa por telefone neste sábado, afirmou a Casa Branca.

"O presidente e o primeiro-ministro discutiram o impacto do trágico derramamento de petróleo no Golfo do México, e reiteraram que a BP deve fazer tudo que está a seu alcance para responder de forma eficaz à situação", informou um comunicado.

De Londres, Downing Street indicou que Obama disse a Cameron que suas duras críticas contra a BP não têm "nenhuma ligação com a identidade nacional" britânica.

Obama também afirmou que "não tem interesse" em prejudicar o gigante petroleiro, durante a conversa por telefone que durou 30 minutos.

A dura retórica do presidente americano contra a BP havia disparado temores de que tivesse a intenção de desencadear retaliações ao derramamento no Golfo do México, a pior catástrofe ambiental dos Estados Unidos, após a explosão no dia 20 de abril de uma plataforma de petróleo da companhia britânica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,71
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,37
    64.938,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host