UOL Notícias Notícias
 
14/06/2010 - 15h00 / Atualizada 14/06/2010 - 15h18

BP fecha com perdas de 9,30% na bolsa de Londres

LONDRES, 14 Jun 2010 (AFP) -O grupo petroleiro britânico BP fechou com perdas de 9,30% esta segunda-feira na Bolsa de Londres, em um mercado preocupado com a criação do fundo de garantia exigido da empresa pelos Estados Unidos para pagar as indenizações ligadas à maré negra e pelo futuro dos dividendos.

A cotação da BP fechou em baixa de 9,30%, a 355,45 pence, após ter caído mais de 10% durante a sessão.

O principal conselheiro do presidente Barack Obama, David Axelrod, afirmou no domingo que os EUA querem que a BP coloque dinheiro em um fundo de garantia para fazer frente às demandas de indenização atuais e futuras dos afetados pelo derramamento de petróleo do Golfo do México, resultado da explosão de uma de suas plataformas no dia 20 de abril.

Segundo a agência Dow Jones, vários senadores democratas defenderia a colocação de 20 bilhões de dólares neste fundo.

Os Estados Unidos pressionam também o grupo britânico para que não pague seus dividendos do segundo trimestre, o equivalente a 2,5 bilhões de dólares.

Para Rajesh Patel, da Spread Co., a queda das ações da BP sugere que "alguns investidores temem que sejam suspensos os pagamentos de dividendos". Além disso, "Obama está exigindo que seja criado um fundo para cobrir os custos da limpeza e a última proposta da empresa de vedar o derramamento tampouco tem garantias de sucesso", acrescentou.

O conselho de administração da BP deve reunir-se nesta segunda-feira para abordar o tema dos dividendos, mas uma porta-voz indicou à AFP que não será anunciada nenhuma decisão.

Esta deve ser comunicada oficialmente a Obama na quarta-feira, durante reunião com o presidente da BP, Carl HenricSvangerg, e outros dirigentes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host