UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 15h31 / Atualizada 16/06/2010 - 15h32

Chuvas torrenciais no sudeste francês deixam pelo menos 19 mortos

DRAGUIGNAN, França, 16 Jun 2010 (AFP) -Chuvas torrenciais, de uma violência inacreditável segundo os habitantes da região, caíram na terça e nesta quarta-feira no sudeste da França, provocando inundações e deixando ao menos 19 mortos e inúmeros desaparecidos, segundo o relatório oficial.

Apenas na cidade de Draguignan (com 40 mil habitantes), onde 10 pessoas morreram, a água chegou a mais de dois metros de altura nas ruas, com a precipitação de 300 mm de chuva em poucas horas. "Isso é muita coisa", comentou Corinne Orzechowski, responsável pelo departamento de Var.

"Esta manha, encontramos um centro da cidade devastado, completamente arruinado, com carcaças de carros nas ruas, estradas em colapso, casas destruídas e desgastes na infraestrutura", descreveu.

Nesta zona, que se estende até os limites de Saint Tropez, cerca de 1,2 mil pessoas fugindo das inundações foram alojadas em abrigos. Os municípios dessa região turística tiveram de prestar ajuda a dezenas de vítimas e as equipes de resgate continuaram nesta quarta-feira a procurar pelos desaparecidos.

Max Piselli, prefeito de Draguignan, descreveu uma cidade em "estado deplorável, coberta de pedras, de lama, com carros abandonados impedindo a circulação. É realmente dramático!"

"Dezenas de carros, inclusive o meu, flutuavam com os para-brisas, os pisca-piscas ou as luzes internas ainda ligados", testemunhou um correspondente da AFP, preso na cidade desde terça-feira à tarde.

"Nunca vi nada parecido em toda minha vida", assegurou nesta quarta-feira Alain Parlanti, prefeito de Arcs, um dos municípios atingidos.

Segundo a Météo-France, "esse fenômeno assume uma característica excepcional" que não tem sido observada no local desde 1827.

Pelo menos 200 mil casas ficaram sem eletricidade no departamento de Var com o mal tempo. Até a tarde desta quarta, ainda eram 100 mil residências sem energia, segundo a prefeitura que informou também que as redes telefônicas não funcionavam perfeitamente.

Além disso, 500 detentos da prisão de Draguignan tiveram de ser transferidos hoje, anunciou o diretor da administração penitenciária, Jean-Amédée Lathoud.

O presidente Nicolas Sarkozy "disse que o governo fará todo o possível para levar" às vítimas "tudo o que for necessário e a solidariedade nacional".

Consequência dessas chuvas torrenciais que inundaram as linhas dos trens, a circulação ferroviária foi completamente interrompida entre Nice e Toulon, duas grandes cidades do sudeste francês. Os reparos não devem ficar prontos antes de quinta-feira, informou um porta-voz da Sociedade Nacional das Linhas Férreas Francesas, que aconselha aos viajantes adiar seus deslocamentos nesta região.

O sudeste da França tem vivido, nesses últimos 20 anos, inúmeros episódios de chuvas fortes, resultando em alagamentos mortais como o de Vaison-la-Romaine em 1992 (com 46 mortos) ou o do departamento de Gard em 2002 (com 24 mortos).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    -0,32
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h17

    1,63
    62.676,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host