UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 11h32 / Atualizada 16/06/2010 - 11h52

Gates e Buffet querem que os magnatas do mundo doem 50% de suas fortunas

NOVA YORK, 16 Jun 2010 (AFP) -Os dois homens mais ricos dos Estados Unidos, Bill Gates e Warren Buffett, anunciaram nesta quarta-feira que querem convencer os outros magnatas do mundo a doar metade de suas fortunas para obras de caridade.

Em um artigo publicado na revista Fortune, Gates e Buffett revelam que a ideia nasceu em um jantar organizado em Nova York, em maio de 2009, e que prosperou em outras reuniões similares entre milionários entusiasmados.

Se a ideia for concretizada, seus gestores asseguram que isso mudará o rosto da filantropia. Gates e sua esposa Melinda, inclusive, propõem que a meta de 50% seja apenas "um piso" inicial.

Buffett, investidor e industrial de 79 anos cuja fortuna é calculada em 47 bilhões de dólares, fez, de sua parte, a seguinte promessa: "Mais de 99% de minha riqueza irá para a filantropia durante minha vida ou quando eu morrer".

Depois de discutir com sua família, Buffet decidiu que quer ficar apenas com o que precisar e distribuir o resto para a sociedade.

"Fortune" revela que outros casais bilionários já se comprometeram a dar 50% de sua fortuna, incluindo Eli e Edy Broad, John e Ann Doerr, H.F. e Marguerite Lenfest, John e Tashia Morgridge.

Aparentemente a ideia inicial foi de Buffet, mas foram os Gates que deram impulso necessário para organizar o jantar há pouco mais de um ano, seguido por outros eventos similares onde os magnatas falaram sobre o tema.

David Rockefeller, o prefeito de Nova York e homem mais rico da cidade, Michael Bloomberg, e a animadora de televisão - e também multimilionária - Oprah Winfrey, figuram entre os participantes mencionados pela Fortune.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host