UOL Notícias Notícias
 
17/06/2010 - 14h29 / Atualizada 17/06/2010 - 14h32

Casa Bernadotte da Suécia, a mais antiga dinastia reinante na Europa

ESTOCOLMO, 15 Jun 2010 (AFP) -A princesa herdeira Victoria da Suécia, que no sábado casa-se com o plebeu Daniel Westling, pertence à mais antiga dinastia a reinar sem interrupção na Europa, fundada há quase dois séculos pelo francês Jean-Baptiste Bernadotte.

Bernadotte, nascido em Pau (sudoeste da França) em 1763 de uma família humilde, era um simples soldado durante a revolução francesa e marechal do Império, na época de Napoleão, tendo sido trazido de volta pelos suecos quando o país entrava em ruínas.

Esse republicano antimonárquico acabaria curiosamente no trono da Suécia em 1818 e, até o dia de hoje, seus descendentes se sucedem sem interrupção no país.

A princesa Victoria, quando substituir seu pai Carlos XVI Gustavo, se tornará a primeira rainha da Suécia da Casa Bernadotte e a sétima descendente de seu ancestral francês no trono escandinavo.

Quando em 1810 a Suécia, que havia ficado sem rei, foi buscar Jean-Baptiste Bernadotte, príncipe de Porte Corvo, para fundar uma nova dinastia, o país estava quebrado economicamente, politicamente e militarmente, após a derrota para a Rússia, que arrebatou a Finlândia. O rei Gustavo IV Adolfo precisou abandonar o trono.

Antes de ser coroado, o marechal Bernadotte foi primeiro eleito "príncipe real" da Suécia por unanimidade pelo Parlamento do país em agosto de 1810. Posteriormente, assumiu o nome de Carlos XIV e reinou por 26 anos, até sua morte em 1844... sem jamais ter falado sueco.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h39

    0,23
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h46

    1,27
    63.460,20
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host