UOL Notícias Notícias
 
17/06/2010 - 14h03 / Atualizada 17/06/2010 - 14h09

Síria: ataque israelense à frota aumenta riscos de guerra

DAMASCO, 17 Jun 2010 (AFP) -O presidente sírio Bashar al Assad acusou o "governo piromíaco" de Israel de ter aumentado os riscos de guerra na região com o violento ataque contra a frota humanitária internacional, em uma entrevista à BBC divulgada nesta quinta-feira.

Segundo ele, a operação israelense, na qual morreram nove turcos, "destroi qualquer possibilidade de paz em um futuro próximo. "Isso prova que o governo é piromaníaco, e que não se pode chegar à paz com governo semelhante", acrescentou.

Indagado se o ataque aumentava os riscos de guerra na região, respondeu: "Sem dúvida alguma".

Disse ainda que, mesmo antes de 31 de maio, a Síria não considerava o governo de Benjamin Netanyahu como um sócio para obter a paz.

"Obviamente não temos um sócio para conseguir a paz. Com este governo (a situação) é diferente (do que era com os) executivos israelenses anteriores", acrescentou.

Síria e Israel realizaram em 2008 negociações indiretas de paz, sob patrocínio da Turquia, e centradas nas Colinas de Golã sírias ocupadas por Israel desde 1967. Essas conversações foram suspensas depois da ofensiva militar israelense contra GAza no final de 2008.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host