UOL Notícias Notícias
 
17/06/2010 - 10h33 / Atualizada 17/06/2010 - 10h44

UE decide impor sanções mais severas que as da ONU contra o Irã

BRUXELAS, 17 Jun 2010 (AFP) -Os dirigentes da União Europeia (UE) decidiram nesta quinta-feira impor sanções mais severas do que as decididas na semana passada pela ONU ao dirigir-se especialmente para o setor nacional-chave do gás e do petróleo.

Reunidos em cúpula em Bruxelas, os 27 estabeleceram uma lista de setores que serão sancionados pela falta de cooperação de Teera sobre seu polêmico programa nuclear.

A UE quer proibir em particular os investimentos estrangeiros e a transferência de tecnologia e equipamentos ao setor do gás e petróleo, e os detalhes destas medidas serão determinados em julho.

O Irã possui as segundas maiores reservas de gás natural do mundo e é o segundo exportador da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Os europeus também pretendem incrementar a pressão sobre a República Islâmica aplicando medidas contra os bancos iranianos e o corpo de elite da Guarda Islâmica Revolucionária.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou na semana passada o quarto pacote de sanções desde 2006 contra o Irã, por sua negativa de abandonar seu polêmico programa de enriquecimento de urânio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host