UOL Notícias Notícias
 
18/06/2010 - 20h25 / Atualizada 18/06/2010 - 20h25

EUA reiteram a Cuba pedido de libertação de empresário

WASHINGTON, 18 Jun 2010 (AFP) -Os Estados Unidos reiteraram nesta sexta-feira a Cuba seu pedido para que seja libertado imediatamente um empresário detido na ilha, informou o Departamento de Estado após uma rodada de diálogo migratório realizada pelos dois países em Washington.

Durante esta rodada, a terceira desde que o diálogo foi retomado no ano passado, "a delegação americana destacou o caso de Alan Gross, o cidadão americano detido em Cuba desde o dia 4 de dezembro de 2009, e pediu sua libertação imediata".

A secretária de Estado, Hillary Clinton, havia adiantado na quinta-feira que a delegação americana realizaria este pedido, ao afirmar que "a prolongada detenção de Alan Gross está prejudicando as relações entre Estados Unidos e Cuba".

Estados Unidos e Cuba não mantêm relações diplomáticas desde 1961, mas desde julho de 2009 retomaram o diálogo migratório - parado em 2003 - e também voltaram a discutir sobre serviço postal direto.

Gross, de 60 anos e que foi detido quando se encontrava em Cuba fornecendo celulares e computadores portáteis a grupos judeus, trabalhava para uma empresa subcontratada pelo Departamento de Estado.

O governo cubano garante que Gross cometeu crimes graves a serviço da "política subversiva" dos Estados Unidos e que a investigação prossegue.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host