UOL Notícias Notícias
 
22/06/2010 - 08h55 / Atualizada 22/06/2010 - 09h06

Ministro da Defesa de Israel critica projeto que prevê destruição de 22 casas palestinas

Em Jerusalém

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, criticou nesta terça-feira a autorização preliminar dada pela municipalidade de Jerusalém a um controvertido projeto arqueológico no setor oriental da cidade que prevê a destruição de 22 casas palestinas.

"A municipalidade de Jerusalém não deu provas de bom sentido, nem de sensibilidade quanto ao momento escolhido" para anunciar esta decisão, afirmou Barak em um comunicado publicado em Israel, enquanto realiza uma visita aos Estados Unidos.

A comissão de planejamento e de construção da municipalidade autorizou um projeto chamado "Jardim do Rei" (referência aos jardins do rei Salomão), que deve ser construído no bairro árabe de Silwan.

O projeto prevê a destruição de 22 casas palestinas construídas sem autorização e a legalização retroativa posterior de 66 casas construídas sem autorização israelense, como forma de compensação.

Israel proclamou Jerusalém sua "capital eterna e unificada" enquanto que os palestinos querem fazer do setor oriental da cidade a capital de seu futuro Estado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    0,01
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h56

    0,96
    63.262,05
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host