UOL Notícias Notícias
 
22/06/2010 - 13h06 / Atualizada 22/06/2010 - 13h18

GB congela por dois anos os salários mais altos do funcionalismo

Londres, 22 Jun 2010 (AFP) -Os salários mais elevados do funcionalismo público britânico serão congelados durante dois anos, anunciou nesta terça-feira o chanceler George Osborne ao apresentar ao Parlamento um pacote de austeridade.

Destacando que "milhões de pessoas no setor privado aceitaram" medidas de restrição salarial nos últimos dois anos, principalmente para evitar perdas decorrentes do emprego, Osborne lembrou que "o setor público foi poupado das pressões mas, no momento, "é preciso um compromisso semelhante".

"Sei que há muitos funcionários devotados que trabalham muito, mas devem contribuir com sua parte neste fardo" pós-crise, explicou o ministro.

"O país vivia acima de seus meios quando chegou a recessão e, se não fizermos nada, em termos de salários e aposentadorias, muitos empregos serão perdidos", preveniu o ministro.

O congelamento diz respeito aos salários equivalentes a mais de 21.000 libras por ano (25.200 euros). A medida poupa, assim, 1,7 milhão que ganham menos do que isto e que representam 28% da função pública britânica.

Osborne também anunciou o lançamento de um estudo sobre as aposentadorias públicas, informando um déficit do Estado de 10 bilhões de libras por ano, em 2015/16.

A idade mínima de aposentadoria passará de 65 a 66 anos no país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host