UOL Notícias Notícias
 
22/06/2010 - 08h43 / Atualizada 22/06/2010 - 08h58

Presidente bielorruso ordena cortar o envio de gás russo para Europa

MINSK, Bielorrússia, 22 Jun 2010 (AFP) -O presidente bielorruso Alexandre Lukashenko ordenou nesta terça-feira cortar o trânsito do gás russo para a Europa que passa por seu país, que se viu privado de uma parte do combustível por causa de uma disputa financeira com Moscou, indicou o porta-voz da presidência.

"O presidente bielorruso ordenou cortar o trânsito de gás russo através da Belarus", declarou Pavel Liogki.

"As declarações dos dirigentes russos humilham o povo bieolorusso, que tem uma dívida com a Gazprom, que, por sua vez, tem uma dívida com a Belarus", disparou o presidente Lukashenko durante um encontro com o chanceler russo Serguei Lavrov.

Mais cedo, a Belarus já havia ameaçado desviar em proveito próprio o gás russo destinado à Europa que transita por seu território, conforme informou o porta-voz da gigante russa Gazprom.

"Recebemos uma carta do vice-primeiro-ministro bielorrusso Vladimir Semashko", afirmou o porta-voz da Gazprom, Serguei Kupriyanov, citado pelo site da tv Vesti-24.

"A carta conclui com uma ameaça de que, em caso de maiores cortes de abastecimento de gás à Belarus, eles começarão a tirar gás dos gasodutos de trânsito para a Europa", acrescentou.

A Gazprom anunciou que, a partir desta terça-feira, reduzirá em 30% sua exportação de gás para a Belarus devido a uma dívida não paga. Na segunda-feira, já havia reduzido 15%.

"A Belarus não tentou pagar nada da dívida", explicou p presidente do grupo, Alexei Miller, à tv NTV.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host