UOL Notícias Notícias
 
26/06/2010 - 17h25 / Atualizada 26/06/2010 - 17h31

Chile comemora 102 anos de nascimento de Salvador Allende

SANTIAGO, 26 Jun 2010 (AFP) -Parentes, grupos de direitos humanos e militantes dos partidos Socialista e Comunista do Chile comemoraram, este sábado, os 102 anos de nascimento do ex-presidente Salvador Allende (1970-1973), com uma homenagem em frente ao Palácio de La Moneda, sede do governo chileno.

Uma centena de pessoas se reuniu na praça La Constitución, no centro de Santiago, para depositar flores diante do monumento do ex-presidente, que segundo versão oficial se suicidou no palácio de governo em 11 de setembro de 1973, no dia do golpe militar que o derrubou.

"Salvador Allende foi um homem que lutou 50 anos por maior justiça social, para que o país fosse diferente", afirmou a senadora Isabel Allende, filha do ex-chefe de Estado.

"Ele começou sua luta com tremendas e enormes desigualdades e pobreza, (e) sua mensagem sobre a justiça social, sobre construir um país melhor, sobre aprofundar a democracia, sobre fazer as mudanças na democracia, está plenamente vigente", afirmou Allende.

Após a homenagem, que coincide com o dia internacional contra a tortura, vários grupos de vítimas da ditadura militar de Agusto Pinochet (1973-1990) criticaram a política do presidente Sebastián Piñera sobre os direitos humanos por sua falta de clareza, segundo o líder do Grupo de Ex-presos Políticos do Chile, Víctor Cuevas.

O golpe militar de 11 de setembro de 1973 depôs Allende, que se suicidou dentro de seu gabinete, em meio à invasão dos militares, que instalaram no poder o general Pinochet, chefe de uma ditadura que durou até 1990.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h39

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h45

    -0,57
    63.720,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host